A MENINA AMALDIÇOADA

Na escuridão nefasta de uma ruína ela se levanta de entre os corpos, criança sem descanso

Alma que não soube encontrar o caminho, perdida e errante, condenada a eterno destino

Perdida, sem o consolo, ela abre um portão, ela pode chamá-lO, ela é filha do Intruso

Pequena mas poderosa, conexão entre os mundos, bruxa em sua alma, ela toca o sino


Nefasta criatura, filha de Cam, menina amaldiçoada que invoca seu pai, o Anjo Desterrado

Seu coração jamais pode conhecer o bem, absoluta decaida desde seu parto, nascida da loucura

Filha das trevas, nascidas das cinzas do Tártaro, ela conhece as piores torturas, ela está matando

O sangue corre em suas mãos, em nefasta missa, oferta de carne e sangue, alma sem cura


Na noite obsolenta ela levanta sua mão, o punhal desce certeiro no coração de sua vítima

Dilacera como um cão, menina amaldiçoada filha do Profeta Descrente, uma demônia terrena

Os gritos de dor fazem-na regojizar, o sangue a enebria, ela grita em língua arcaica, o Pai chama


O portão se abre, do útero amaldiçoado de Gaia ressurge o Anjo Negro, as trevas renascem

Como uma fera faminta, ele cae sobre a oferenda, o sangue o deixa enebriado, seus olhos

Refletem sua pura maldade, sua filha, a menina amaldiçoada está pronta para que aqui reinem

 

 

 


ESTRELA DO ORIENTE

Silenciosa noite dos amaldiçoados, escura, nublada por um poder absoluto

Morta, cheia de sussurros dos condenados, almas vagam na solidão eterna

A dor vagueia entre os putredos cadáveres, a Morte levanta sua foice

No céu a Grande Feiticeira, a Deusa, se levanta vermelha, chorando sangue

Mas pálida ao espledor de uma fulgurante estrela, chama de fogo que cai do céu

O terror se abate entre os viventes, incompreendidos do que sentem, o Medo

O Destino já foi selado e uma Estrela do Oriente fulgura no céu negro, a Chama

Uma profecia, porque os rebeldes levantaram suas espadas mas foram vencidos

O Arcanjos os rebaixou a uma mísera existência, na Terra entre os Homens de Barro

A Estrela do Oriente desce, rasgando o céu enegrecido com sua chama mortal

Um Príncipe é destronado, uma Espada é derrubada no Mar, ouve-se os gritos

Deuses e Anjos, Mortais e Imortais, Almas e Espíritos, sentem a força que aproxima

A energia que desce a Terra não é pequena, grande maldito aqui cai, a Estrela do Oriente

Amaldiçoado, odiado, Senhor das Trevas, Duque das Trevas, Príncipe Absoluto

A Estrela do Oriente reclama seu reino, força e guerra, o Deus da Divisão, apologia

Após rasgar, cortar o seio de Nix, ouve-se um estrondo, o grito uterino de Ghaia

A Maldição a Terra desceu, o não obstante guerreiro chegou a sua nova morada

Estrela do Oriente, filha divina, Anjo Renegado, Guerreiro Ensanguentado,

Sentes-se o cheiro do enxofre se expandir, ouve-se os gemidos dos desterrados

O sabor da guerra chega à língua dos Homens, os olhos verão o que jamais

Poderão compreender, sentiram o que jamais poderam renegar, absoluto poder

A Estrela do Oriente....

O QUE É A ALMA GÓTICA? PECADO, CORRUPÇÃO, SATANISMO?  NÃO! ISTO É A HIPOCRISIA DOS HOMENS, POIS A VERDADEIRA ALMA GÓTICA E A SABEDORIA NOTURNA, O CONHECIMENTO DA VERDADEIRA NATUREZA DA ALMA HUMANA. É BUSCAR NA MELANCOLIA A EXPLICAÇÃO DOS SOFRIMENTOS, É BUSCAR NA MORTE A REFLEXÃO DE QUANTO INSIGNIFICANTE SOMOS, É IR ATRÁS DA COMPREENSÃO DO SILÊNCIO NOSSA EXISTÊNCIA... SER GÓTICO É FILOSOFAR. ENTENDER A VIDA DE UM PONTO DE VISTA PRÓPRIO, IN NATURA, É COMPREENDER NOSSA ALMA. UM CORAÇÃO GÓTICO VERDADEIRO NÃO E PURA TREVAS, MALDADE. É CHEIO DE SABEDORIA, CONHECIMENTO, DE CONFORTO... BUSCAI PRIMEIRO A NOSSA RAZÃO!

AS SETE CIDADES

Da Criação o Homem foi expulso, condenado a errar pelas areias de Nod, condenado perante o Pai

Uniu-se a Feiticeira, do parto de sangue surge Enoch, a terra geme de terror, o Alfa da raça perfeita

Ao norte de Nod, as proximidades de Aradia se eleva Enoch, a Primeira Grande Cidade, in memoriam

Casa da feitiçaria, Tabernáculo dos Filhos do Amaldiçoado, Fortaleza dos Condenados, Refúgio dos Errantes

Séculos se passaram, invejosos perante o avanço da raça, cai-se o Diluvio, mas a Sabedoria Enochiana

Sobrevive e um novo Tmplo se erege: Sodoma, a Cidade Maldita, A Renegada do Oriente, O Poço Das Almas

Irmã gêmea, nasce a terceira cidade, a Torre dos Noturnos, Gomorra, a Prisão das Almas, Fonte de Grande Magia

Porém outra vez vê a próspera raça do Amaldiçoado perseguida pelos Filhos De Abel, do céu uma chuva

Destruição e matança, o Vale de Sangue.... Raça fortalecida ainda a esta sobrevive e segue errante no deserto

E logo se encontram entre os enancins, outra raça renegada, num pacto unem-se, A Raça Vampírica surge

Na comemoração erege a Shahru um templo e ai nasce a quarta cidade: Jericó. Oásis da Sabedoria Enochiana

Coluna dos Oprimidos, Pedra Triangular da Raça, renasce a próspera era enochiana....  Siclos de perfeições

Fonte do conhecimento imaterial, da luta entre as dualidades da alma... Terra do Poder... Primeva Herança.

E a história torna-se a repetir... Um povo se levanta contra A Sagrada e a destroi, perdidos nas areias

Remanescentes se escondem nas montanhas, fugindo dos invasores, até que surge a quinta cidade

Samaria, A Eleita, Berço da Crença Única, Colina de Baal, Amada entre todas, A escolhida....

Por séculos sobreviveu aos ataques... Siclos de Sabedoria, de Perfeição, era a Eleita!

Até que a queda se abateu a ela... Por mais séculos foram errantes até que a sexta cidade surgisse

Tebas, A Cidade das Sete Portas, Esconderijo de toda nossa Sabedoria, Refugio dos enochianos

Mas o deserto se abateu sobre ela, e o esquecimento a fez perdida.... E hoje os vampyros são errantes

Em busca da Sétima Cidade, A Perfeita, A Verdadeira Eterna, A Fortaleza que jamais cairá

E seu nome logo se fará conhecer... Ouça Almas Enochianas pois nossa redenção se aproxima...

A Grande logo surgirá do seio de Gaia, levante seus olhos e veja, os Sábios entenderam

E se postraram porque ela  é a verdadeira Sagrada... Entenda quem possa...

O mistério se põe frente a seus olhos, veja que tem olhos! O Omega se aproxima

LACRIMOSA

Ser espiritual de pura beleza, sinto sua energia seduzindo-me, negros cabelos

Vestida com a Noite, de braceletes da Antiga Babel, colares de Sodoma, anéis de Gomorra

Face desfigurada, alma espectral de beleza e perdição, sinto sua melancolia, seus olhos...

Negros, olhar profundo, silenciosa, mas posso ouvir seus gritos.... Desespero humano

Solitária entre as rochas, na profundezas da noite, sinto sua alma estilhaçar, um grito

Surdo e mudo, grito de desespero, a condenação, no seu rosto um rio rubro de lágrimas

"Por que choras, Alma Solitária?" A loucura a ronda, a morte levanta seus grilhões

Mas não haverá descanso, alma de eterna condenação, tento ouvir seus lamentos

Linguagem antiga, surgida nas areias de Nod, criatura nascida na Era Maldita

Ouço sua voz, incompreensíveis palavras arcaicas da terra de Caim....

Alma, por que choras? Sangue nasce de seus olhos.... A perda de uma vida!

Posso sentir sua pulsação espectral acelerar, radição de pura melancolia

Alma do Alfa dos tempos, Mulher que escolheu a morte à vida... Ouça...

Alma lagrimosa...

CONSPIRAÇÃO

Ouça as vozes sussurrar, anjos conspiradores alçam voo no horizonte em busca de um líder

Guerreiros angelicais de alma deprimente, revoltosos a tirania de um Arcanjo, ouve-se a voz levantar

Um Príncipe se levanta a favor da Conspiração, Aquele que venceu os renegados anjos

Coroa na cabeça e espada no punho, herdeiro destinado a um reino dimensional, a glória

Sem medo ele lidera, anjos contra anjos, irmãos matando irmãos, a batalha começou, a queda

Ouve-se um estrodo, o hostil Arcanjo se acerca ao campo de batalha, entre corpos mutilados

E sangue, sobre os corpos, ele saca a espada e desafia o Príncipe, um duelo definitivo,

Queda ou redenção, a glória os envolve, anjos e conspiradores, luz e treva, a dualidade

Dragão e Águia, Arcanjos em duelo, ouve-se o som dos metais das espadas, o grito....

"Coitado dos homens, pois hoje desce a Terra o Príncipe..." Toda uma legião cai

Renegados a um reino material, anjos conspiradores, as trevas abandonam o Éter

Na terra começa o desespero....


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Sudeste, Homem, de 20 a 25 anos, Portuguese, Spanish
MSN - targaryen_souzaah@hotmail.com